Adeus grande Neves

Adeus grande Neves

O músico carioca Oscar Castro Neves, conhecido principalmente pelas contribuições para o movimento que iniciou a bossa nova, faleceu na sexta-feira (27/9), em virtude de complicações decorrentes de um câncer, em Los Angeles (EUA). A notícia, no entanto, só foi divulgada neste sábado (28/9). O compositor lutava contra a doença, instalada no estômago, há mais de um ano.

O irmão dele, Pedro Paulo, divulgou uma mensagem sobre a morte de Oscar: ""A todos os amigos, amigos músicos, membros da família, temos nós, Mario, Maria Lina e eu, irmãos e irmã de Oscar, a tristeza de anunciar seu pacífico falecimento ontem à noite, dia 27 de setembro 2103 em Los Angeles, California, tendo ao seu lado sua amada esposa, Lorry e queridas filhas, Bianca e Felicia. Nosso inesquecível Oscar nos deixou com muito amor para o Eter".

Neves foi um dos mais bem-sucedidos arranjadores do cenário musical, tendo se destacado no Brasil ainda na década de 1950, quando teve a oportunidade de contribuir com Tom Jobim, Vinicius de Moraes e outros cânones da bossa nova. Entre as canções de sucesso Onde está você? e Morrer de amor. 

Na década seguinte, apesar da hegemonia do movimento no país, Neves se mudou para Los Angeles, onde passou a viver até a morte, apesar das constantes vindas à cidade natal. Nos Estados Unidos, fez trilhas exitosas para o cinema e colaborou com artistas renomados, como Barbra Streisand, Michel Jackson e o também brasileiro Sérgio Mendes. 

No Brasil, será especialmente lembrado pelas parcerias com o poetinha Vinicius de Morares, que faria 100 anos no próximo dia 19, se vivo estivesse. Na celebração do centenário de Vinicius, o capítulo dedicado a Oscar ganha ainda mais atenção.

 

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br